Categorias
Calvicie

O que é alopecia androgenética?

O principal causa da alopecia androgenêtica é o hormônio masculino, ‘Di-Hidrotestosterona’.

A calvície é a alopecia hormonal (alopecia androgenética). Hoje em dia, muitos jovens de 20 a 30 anos estão sofrendo a perda de cabelo.

Existem muitas causas para a queda de cabelo. Geralmente a queda de cabelo induzida pelo estresse pode melhorar até desaparecer. No entanto o caso da calvície é diferente.  mesmo que existem muitos produtos relacionado à queda de cabelo hormonal(calvície), tipo, remédios, shampoos, é difícil ver o efeito, a menos que a causa seja identificada e tratada com alta precisão.

A causa da queda de cabelo hormonal é um hormônio denominado Di-Hidrotestosterona. (doravante denominado DHT), e a testosterona, um hormônio masculino que promove o desenvolvimento e expressa características sexuais secundárias, é uma 5-alfa redutase (5-alfa redutase) presente em células específicas e glândulas sebáceas de folículos pilosos (redutase) e convertidas em DHT. Essa substância atrofia os folículos capilares do couro cabeludo e faz com que eles fiquem mais finos, levando à queda de cabelo.

Esta substância faz crescer cabelos como sobrancelhas, barba, tórax, braços e pernas, mas inibe o crescimento de cabelo na coroa e na testa, causando queda de cabelo. É por isso que homens com cabelo fino têm muito cabelo em outras partes do corpo, ao contrário do couro cabeludo.

As mulheres têm menos probabilidade de sofrer queda de cabelo do que os homens. Isso ocorre porque as mulheres têm apenas 1/6 de DHT em comparação aos homens, e o estrogênio, um hormônio feminino, tem o efeito de prevenir a queda e o crescimento do cabelo.       

Categorias
Calvicie

Mitos falsos sobre calvície

 cabelo não desempenha apenas um papel na preservação da temperatura corporal, mas também cumpre o papel estético de determinar a aparência de uma pessoa. Cabelo saudável e cheio é visto como algo atraente, enquanto o cabelo com pouca espessura prejudica boas impressões e reduz a confiança. Muitas pessoas dizem: ‘Há um grande interesse nas doenças que causam queda de cabelo, mas existem muitos mitos sobre isso”. Descubra como lidar com a queda de cabelo e escolher a melhor solução para o seu cabelo.

1.     Chapéus e tinturas promovem a queda de cabelo? -> Não

É um equívoco pensar que usar chapéu causa perda de circulação sanguínea e consequentementr a queda dos cabelos. Isso nao leva diretamente à queda de cabelo, a menos que o chapéu aperte sua cabeça e afete seu suprimento de sangue. A queda de cabelo ocorre na raiz do cabelo no couro cabeludo, por isso não é um problema deixar o chapéu cobrir o cabelo. Ao contrario do que se diz, o chapéu tem a vantagem de proteger a cabeça dos raios ultravioleta. Porém, recomenda-se usá-lo folgado, e no verão, quando se sua muito, é melhor escolher um chapéu que respire bem. Além disso, tingimentos ou permanentes frequentes podem causar danos menores ao cabelo e danificar a textura do cabelo ou inflamar temporariamente o couro cabeludo, mas não leva à queda do cabelo.

2.     A soja é promove um efeito especial para a calvície?->Não

A soja contém grandes quantidades de antioxidantes, como isoflavonóides e polifenóis. Esses ingredientes podem ajudar a prevenir a queda de cabelo, por isso é bom comer muitos alimentos, como feijão, para prevenir a queda de cabelo. Porém, não é possível voltar ao estado anterior tratando a calvície já ocorrida. Portanto, depender inteiramente de feijões não é uma boa ideia.

3.     O transplante capilar pode resolver a calvície sozinho?->Não

A percepção de que “queda de cabelo = calvície” é forte, então a maioria das pessoas que experimentam queda de cabelo temem ficarem carecas. No entanto, como os distúrbios da queda de cabelo que aparecem possuem várias causas, o tratamento também deve ser adaptado a cada sintoma. Por exemplo, no caso da alopecia areata, o mecanismo de ocorrência é diferente da calvície de padrão masculino, que é chamada de calvície, portanto, mesmo que um transplante de cabelo seja realizado, a queda de cabelo pode vir a ocorrer no local. Além disso, é difícil tratar a queda de cabelo devido a cicatrizes com medicamentos e, no caso de queda de cabelo pós-parto, pode melhorar espontaneamente com o tempo. Portanto, para o tratamento adequado da queda de cabelo, é mais desejável encontrar um dermatologista para diagnosticar corretamente a causa da queda de cabelo e realizar o tratameto adequado

Categorias
Calvicie

Remédios aprovados pela FDA(EUA) para calvície

Como evitar a calvície? Tem cura da calvície?

Existem dois métodos de prevenção e tratamento da queda de cabelo causada por Di-Hidrotestosterona(DHT): um medicamento tópico aprovado pela FDA(Food and Drug Administration) dos Estados Unidos e um tratamento oral. O produto aplicável é à base de minoxidil que engrossa o cabelo fino e ajuda o cabelo a sobreviver. O tratamento oral para queda de cabelo é um medicamento constituído por finasterida.

Além disso, os medicamentos com ingredientes da Dutasterida também são medicamente eficazes, não foi aprovado pelo FDA. Existem apenas os três tratamentos mencionados acima que foram aprovados por experimentos médicos.

Categorias
Uncategorized

O que é micropigmentação capilar?

A micropigmentação capilar é chamado de terapia de pigmento do couro cabeludo como um método de esconder a queda de cabelo sem cirurgia para aqueles que têm medo ou têm dificuldade em realizar uma cirurgia de transplante de cabelo.

É um procedimento diferente das tatuagens normais e é uma terapia de pigmentação permanente ou semipermanente que cobre a área com queda de cabelo ou cicatrizes sem danificar o folículo piloso existente.

É um procedimento rápido, seguro e que pode substituir a cirurgia de transplante capilar.

É um tratamento não cirúrgico para queda de cabelo que elabora os traços do cabelo para que o cabelo fique rico, injetando pigmentos como a cor do cabelo no couro cabeludo, visível devido à queda. A vantagem é o tratamento não é agressivo quimicamente tanto que quase não tem efeito colateral e pode ter resultado visível imediato.

Categorias
Uncategorized

Perguntas frequentes sobre a micropigmentação capilar

  • A micropigmentação é dolorosa?

>A dor da picada é suportável. Maioria das pessoas conseguiram suportar a dor.

  • Qual é a diferença entre a tatuagem e a micropigmentação capilar?

>o tipo de pigmento e a profundidade de aplicação são diferentes. Tem pigmento exclusivo para micropigmentação capilar. E a profundidade da tatuagem é mais profundo do que a da micropigmentação capilar

  • A micropigmentação capilar pode danificar o folículo?

>O folículo capilar está à profundidade 4\6mm mas o micropigmento será injetado à profundidade 1-2mm. Portanto a micropigmentação capilar não danifica o folículo.

  • Quanto tempo a micropigmentação dura?

>Geralmente, o pigmento permanece de 3 a 5 anos. Ele não vai sair do couro cabeludo mas fica mais claro. Quando você quiser a cor mais escura, pode retocar.

  • Tem que raspar todo cabelo?

>Se você está sofrendo o calvície, recomendo raspar o cabelo. Porque geralmente, nas áreas onde tem cabelo e onde não tem cabelo são aplicadas diferentes tonalidades da micropigmentação. Com o passar do tempo, se perder o cabelo mais, a tonalidade geral ficará desequilibrada.

  • Porque a cotação é diferente para cada pessoa?

>Porque a cotação depende do tamanho da cabeça e do estado da sua calvície.

  • Micropigmentação tem efeito colateral?

>Se a micropigmentação for mal aplicada, pode parecer não natural, borrado e azulado. Por isso, a é muito importante que o micropigmentador tenha habilidade. E os produtos de pigmentação NÃO possuem químicas agressivas aos fios e, ainda assim, são bem resistentes.

  • Quantas sessões são necessárias?

>Basicamente, oferecemos 5 sessões. Realizamos cada sessão por semana totalizando um mês para finalizar o procedimento.

Quanto tempo dura cada sessão de micropgmentação capilar?

Uma sessão de micropigmentação tem aproximadamente 3 horas de duração.

  • Qual é valor do procedimento?

>Dependendo do estado, tamanho do couro cabeludo pode variar de 3000 à 5000 reais.

Categorias
Uncategorized

Por que eu também devia fazer micro pigmentação capilar?

1.     Única solução permanente para calvície

Para tratar a calvície, existem várias soluções, Medicamento oral, externo, transplante capilar, peruca, prótese capilar etc. Mas percebi que nenhuma solução resolve o problema da perda de cabelo completamente. Porque os efeitos não são permanentes. Por exemplo, o medicamento oral e externo funciona só no começo de calvície e conforme o tempo passa, o efeito se enfraquecerá. E os cabelos transplantados ficarão pra sempre, mas os cabelos restantes cairão de qualquer jeito. A não ser que se eu passar e tomar os medicamentos regularmente e receber os tratamentos periodicamente, os cabelos não caiam. Mas isso não é fácil e é estressado

2.     Custo baixo

Desde eu sofria com a perda de cabelo, já pensava no transplante capilar e recebia os orçamentos do procedimento. Na clínica, o preço era bem salgado e ainda para maximizar o efeito da cirurgia, além da cirurgia, eu tinha que pagar mais tratamentos que a clínica recomendou. E se eu quiser tomar ou aplicar os remédios, tenho que tomar no resto da vida.

3.     Resultado imediato e natural

A micro pigmentação capilar tem efeito imediato e natural. Assim que terminar o procedimento, você poderá ver o efeito na hora e a linha na testa é natural dependendo do design.

4.     Ganho de autoestima e autoconfiança

Com a linha na testa e a cor do couro, eu ganhei autoconfiança e autoestima. Porque com o procedimento, minha aparência se tornou muito diferente do passado. Não preciso ser consciente do olhar das outras pessoas mais

5.     Economizar tempo não escondendo cabeça.

Antigamente, eu gastava bastante tempo para fazer cabelo ou esconder meu couro com pouco cabelo. Mas não dava certo. E acaba usando o boné. Mas com micro pigmentação capilar e cabeça raspada, eu não preciso mais ficar no espelho por tempão. Só dou uma olhadinha.

6.     Se libertar de bonê

Para não revelar meu couro vazio, usar boné é um dos estresses. Não queria mostrar minha cabeça aí tive que usar o boné toda hora. Mas com a micro pigmentação capilar, eu não uso mais o boné.

7.     Se libertar de estresse quando olhar no espelho.

Olhar no espelho não é mais estresse. Agora é uma alegria. Você encontrar com si mesmo rindo no espelho. 

Categorias
Uncategorized

O calvície tem cura?

1.     Definição

Alopecia ou calvície é a perda de cabelo em parte da cabeça ou do corpo. Na maioria dos casos, a perda afeta a cabeça.

2.     Causa

  Não tem como explicar totalmente esse fenômeno na medicina e na biologia modernas.  Ainda assim, quando falamos sobre a causa, ela se divide em fatores genéticos e ambientais. Outros problemas secundários, não a causa direta, são o estresse e as estações do ano, e até mesmo doenças crônicas comuns, como hipertensão e diabetes, causam a queda de cabelo rapidamente.

  Há uma grande diferença entre a queda de cabelo devido a fatores genéticos e a queda de cabelo devido ao estresse. A queda de cabelo devido ao estresse geralmente é alopecia areata e pode ser curada, mas a queda de cabelo devido a fatores genéticos geralmente procede da linha da testa ou da coroa e é impossível de ser curada.

Em outras palavras, neste caso, a hereditariedade é a causa raiz. Estilo de vida, estado de saúde, fatores ambientais e estresse são apenas fatores secundários e indiretos. Sendo assim, a clavicie não hereditária permite a volta do crescimento capilar, pois fatores ambientais são problemas que podem ser resolvidos.

3.     Síntomas

A queda de cabelo genética, ou seja, a queda de cabelo de padrão masculino, pode ser percebida quando há queda de aproximadamente 100 fios de cabelo ao dia . Mesmo as pessoas comuns que não sofrem de queda de cabelo podem perder dezenas de fios por dia, dependendo do ciclo de vida de seus cabelos. No entanto, mesmo se a queda de cabelo for inferior a 100 fios diários, se a linha da testa ou da têmpora recuar gradualmente, ou quando os cabelos ficam mais finos, e até mesmo quando um número significativo de fios forem encontrados sobre o travesseiro pode suspeitar-se de que seja calvície.

4.     Tratamento

Não há cura para calvície hereditária.

No caso da alopecia areata relacionada ao estresse, ela se recupera por si mesma à medida que o fator de estresse melhore, e mesmo no caso de queda telógena do cabelo, ele se recupera de acordo com o ciclo natural de crescimento do cabelo.

No entanto, atualmente não existe um tratamento definitivo para a queda de cabelo de padrão masculino causada por fatores genéticos. Os medicamentos prescritos para pacientes com queda de cabelo de padrão masculino são limitadose oferecem apenas a diminuição da queda promovendo uma pequena melhora. 

Atualmente, os medicamentos são comprovadamente os únicos e mais eficazes métodos de tratamento. Se você está ciente dos sintomas da queda de cabelo, é recomendável ir a um dermatologista geral ou outro hospital confiável para tomar medicamentos. Isso porque algumas clínicas de perda de cabelo podem recomendar muitos procedimentos caros que não foram verificados.

5.     Medicamentos

Atualmente, existem muitas maneiras de lidar com a queda de cabelo hereditária, mas qual seja for, o tratamento farmacológico deve ser aplicado, a menos que um transplante de cabelo seja realizado. Os medicamentos incluem a finasterida, de uso oral, e um medicamento à base de minoxidil que é aplicado diretamente no couro cabeludo. Mas em hospitais, a finasterida é um pouco mais usada porque é fácil de tomar e tem efeito relativamente mais perceptível.

Em geral, os resultados que podemos esperar são ‘queda de cabelo retardada’ ou ‘queda de cabelo em pausa’. No caso da queda de cabelo em forma de M, o estado será mantido ou melhorado pouco. Claro, no caso da queda inicial de cabelo em forma de M, se os folículos capilares ainda estiverem vivos, se você consumir nutrientes (especialmente proteínas) de forma consistente, pode ser tratado. Mas se os folículos pilosos já morreram devido à longa queda de cabelo na coroa e na testa, sabe-se que é difícil crescer cabelo nessa área.

1) Minoxidil

o medicamento Minoxidil é aplicado diretamente no couro cabeludo, é um medicamento geral e pode ser adquirido e usado pessoalmente em uma farmácia sem receita. Enquanto o medicamento finasterida, que é um medicamento comestível, exige receita médica por ser um medicamento especializado.

2) Finasterida

Existem medicamentos que contêm finasterida, que é um medicamento comestível. É conhecido por ser mais eficaz do que os medicamentos à base de minoxidil. É famoso pelo seu produto denominado ‘Propecia’. Os medicamentos de finasterida devem ser tomadas por pelo menos 3 a 6 meses para prevenir a queda de cabelo. Isso porque no ciclo de crescimento do cabelo, leva de 3 a 6 meses ou mais para voltar a crescer o cabelo que entrou no período de repouso.

Em outras palavras, o efeito do medicamento não é fazer o cabelo existente mais grosso, é quando o novo cabelo voltar a crescer, ele não caia facilmente. Em geral, depois de pelo menos 3 meses, a taxa de queda de cabelo diminui e, depois de pelo menos 6 meses, você pode ver visualmente como o cabelo melhorou e com mais de 1 ano , a densidade é melhorada ao máximo. Claro, as diferenças individuais são grandes, e a velocidade de melhora pode variar dependendo de fatores mas o uso de longo prazo é o princípio básico.

3) Dutasterida

Os medicamentos de Dutasterida são famosos pelo nome de produto ‘Avodart’ nos Estados Unidos. A dutasterida, assim como a finasterida, é um componente usado como tratamento para a hiperplasia prostática e também é usada como tratamento para a queda de cabelo.

Os medicamentos à base de Dutasterida têm mecanismos de ação semelhantes aos dos medicamentos à base de finasterida, portanto sua eficácia e efeitos colaterais são semelhantes. Em geral, a dutasterida é conhecida por ter um pouco mais forte efeito na queda de cabelo do que a finasterida. Porém, sabe-se que a intensidade dos efeitos colaterais também é maior. No entanto, é difícil dizer claramente existem diferenças significativas entre os dois. Dependendo de uma pessoa e a dosagem dos dois medicamentos, o efeito será diferente.

Novamente, existem apenas dois tipos de medicamentos que foram cientificamente comprovados como eficazes contra a queda de cabelo:

>finasterida / dutasterida (para tomar)

>Minoxidil (para aplicar)

 Além disso, não existem medicamentos ou tratamentos que tenham sido comprovados cientificamente. Mas deve haver um cuidado ao se optar por essas alternativas, pois comumente causam danos financeiros irreversíveis e resultados insatisfatórios.

6.     Transplante capilar

O transplante de cabelo é o tratamento mais óbvio disponível até o momento. É um procedimento em que os folículos capilares, que são as raízes dos pêlos doadores da região occipital, são coletados e transferidos para a área receptora, como testa, coroa e sobrancelhas.

1)    Tipo de transplante

Existem dois principais métodos, o primeiro é o FUT (Follicular Unit Transplantation), ele remove uma camada de tecido do couro cabeludo da área doadora e desta camada são selecionadas as unidades foliculares que serão inseridas nos pequenos orifícios feitos na região receptora.

O segundo principal método é o FUE (Follicular Unit Extraction), esta técnica retira as unidas foliculares da área doadora uma a uma, devido a isso, deixa apenas microcicatrizes que facilmente são camufladas.

2)    Limitações técnicas

No entanto, existem certas limitações. A quantidade de cabelo necessária para preencher toda a cabeça humana é de mais de 100.000 fios de cabelo. Com os métodos de transplante do cabelo occipital (cabelo traseiro), podem transplantar até 9.000 fios de cabelo mesmo após uma segunda cirurgia. Para quem perdeu os cabelos da região parietal e frontal totalmente, os 9.000 fios não são suficientes para cobrir a região e é impossível ter o mesmo volume de uma pessoa que não sofreu a queda de cabelo.

Categorias
Uncategorized

Teste

Categorias
Uncategorized

Hello world!

Welcome to WordPress. This is your first post. Edit or delete it, then start writing!